Franquia ou Negócio Próprio: qual é a melhor opção para investir?

Por Construlino - 16 de fevereiro de 2020

Administrar um empreendimento nunca foi uma tarefa fácil. Em virtude da busca por resultados positivos e a competitividade do mercado, é preciso tomar atitudes corretas e baseadas em informações concretas. Mas, no caminho rumo ao sucesso, muitas dúvidas podem surgir. Uma delas é: trabalhar com uma franquia ou negócio próprio?

Em ambos os casos, existem vantagens e desvantagens a serem levadas em consideração. Além disso, essa escolha vai depender do tipo de investidor que você é e quais são seus objetivos em curto, médio e longo prazos.

Para acabar com todas as suas dúvidas, neste post, respondemos a essas perguntas e explicamos como funcionam essas duas opções. Preste muita atenção em sua leitura e se prepare para empreender!

Devo investir em uma franquia?

O mercado das franquias vem ganhando cada vez mais espaço e notoriedade. Para quem não possui experiência em ramo, essa pode ser a escolha ideal, já que os padrões de qualidade e as atividades já vêm estabelecidas pelo franqueador.

Ao optar por essa modalidade, você tem em suas mãos todas as ferramentas e tecnologias disponíveis para atuar da melhor maneira possível. Outra de suas vantagens é a compra de um pacote completo, a fim de reduzir as despesas com a aquisição isolada de insumos e materiais.

Uma franquia já possui seu nome consolidado no mercado e tem grande potencial para atrair novos clientes, pois carrega confiança e respeito em sua logomarca. Por outro lado, o empreendedor não tem liberdade completa, pois o franqueador estipula taxas, determina a localização do estabelecimento e não permite alterações nos produtos oferecidos.

Devo abrir meu próprio negócio?

Começar uma empresa do zero é um desafio que poucas pessoas estão preparadas para enfrentar. Entrar no mercado, deixar as contas em dia e ganhar a fidelidade de seus consumidores são apenas algumas das dificuldades no caminho de quem opta por essa escolha.

Ao abrir seu próprio negócio, o equilíbrio e o futuro de seu empreendimento estão em suas mãos, o que requer sabedoria na tomada de decisões. Por outro lado, você também se torna livre para atuar como quiser e não precisa trabalhar em uma estrutura engessada e padronizada.

Qual dos dois é melhor: franquia ou negócio próprio?

Antes de fazer sua escolha, é necessário avaliar quais são as oportunidades existentes. Por isso, faça uma pesquisa e veja quais são as demandas na região em que você pretende atuar.

Defina o tipo de produto ou serviço que você deseja oferecer, além de descobrir quais investimentos serão necessários para ter uma franquia ou negócio próprio. Não se esqueça de acompanhar a atuação de seus futuros concorrentes, a fim de se preparar da melhor maneira possível.

Caso você esteja buscando tranquilidade, segurança e não queira perder muito tempo consolidando uma marca no mercado, a franquia tem todas as características que você deseja.

Quais são os benefícios de cada modalidade?

Durante seu processo de escolha, você verá que tanto a franquia quanto o negócio próprio têm suas vantagens. A opção entre um ou outro dependerá apenas do seu estilo de trabalho.

Para apresentar um panorama mais detalhado sobre o assunto, separamos algumas vantagens dos dois formatos de empreendimento. Confira!

Franquia

Força da marca franqueadora

Não há dúvidas de que começar um negócio com uma marca consolidada, cujos produtos já foram testados e aceitos pelo público, é um grande ponto a favor de qualquer empreendimento.

Essa credibilidade garante mais segurança, uma vez que toda a estrutura já está pronta. É provável que exista um bom cadastro de fornecedores garantindo condições especiais nos pedidos, prazos mais atrativos para pagamentos, além de descontos por quantidade. Assim, a vantagem competitiva é maior, pois o risco de rejeição é pequeno.

Baixa preocupação com a concorrência

A preocupação com a concorrência diminui consideravelmente quando se trabalha com uma franquia. A consistência da empresa, nesse caso, significa que ela é grande e tem muita visibilidade.

Dessa forma, concorrentes menores não costumam representar uma ameaça relevante, a não ser que na sua cidade existam empresas de peso no mesmo setor. Em grandes centros, isso não chega a ser um problema; já nas cidades menores, é incomum haver muitos franqueados de igual segmento.

Suporte do franqueador

Nesse modelo de negócio, o apoio da franqueadora está assegurado. Além de contar com uma marca forte, você receberá auxílio no planejamento, um manual de franquia, treinamento para os funcionários, ajuda na escolha do melhor ponto comercial entre outros benefícios.

O sistema é padronizado e a franqueadora precisa zelar pelo seu nome, por isso, há garantias de testes prévios em todos os elementos da sua unidade, como: produtos, mobiliário, logotipo etc. Tudo o que você precisa fazer é manter o entusiasmo no trabalho e a fidelidade aos padrões do negócio.

Negócio próprio

Você controla seus horários

Essa é uma das principais vantagens desse tipo de empreendimento: a autonomia que você terá para definir seus horários e flexibilizar a agenda profissional e pessoal de acordo com sua conveniência.

Mas não se engane pensando que terá muitas horas de folga: a tendência é que a rotina se torne mais corrida do que você imaginava, afinal, será preciso cuidar de tudo: negócios, aspectos burocráticos, atendimento aos clientes, marketing e muito mais.

Você escolhe sua equipe

Um dos maiores trunfos de um empresário é poder definir sua equipe de colaboradores de acordo com seus objetivos e o perfil da empresa. Assim, aumentam as chances de alcançar melhores resultados promovendo mais entrosamento entre os escolhidos.

O desafio requererá perspicácia na hora de fazer as contratações. É importante levar em conta a competência e o profissionalismo de cada membro da equipe. Certifique-se de que essas pessoas têm condições de contribuir com seus propósitos, além de interagir com o grupo sem deixar que as divergências atrapalhem.

O sucesso depende de você

Por ser dono do seu negócio, provavelmente você escolherá aquilo de que mais gosta ou a atividade que sempre sonhou realizar como profissão. Isso certamente facilita muito as coisas quando é necessário trabalhar por muitas horas seguidas, driblar dificuldades e outros obstáculos.

É por tudo isso que o sucesso está nas suas mãos. Essa é a oportunidade ideal para colocar em prática todo o seu conhecimento e experiência acumulados em outros empregos. No entanto, o risco e as preocupações também crescem.

Quais são as desvantagens de cada modalidades?

Como nem tudo são pontos favoráveis, é possível encontrar aspectos negativos em ambos os formatos de empreendimento. Para ajudar você a compreender melhor esses fatores importantes de decisão, separamos as principais desvantagens apresentadas por cada uma dessas formas de negócio. Acompanhe!

Franquia

Limitação quanto ao potencial de inovação

As franquias podem limitar o potencial de inovação do empreendedor. Isso porque, em geral, todas as unidades precisam seguir os mesmos processos de serviços e de produtos, bem como a mesma estrutura visual. Desse modo, ainda que o franqueado tenha projetos e ideias inovadoras, elas precisam ser avaliadas pela franqueadora, o que pode gerar uma barreira à autonomia do empreendedor.

Falta de liberdade na escolha do local

É possível que o franqueado dê sugestões na escolha do local, mas a palavra final quanto ao projeto ficará sempre com o franqueador. Por conta disso, é possível que, mesmo o empreendedor possuindo um espaço adequado para a instalação da franquia, a análise realizada pela empresa matriz relatar que o local não é apropriado para iniciar o negócio.

Falta de flexibilidade

Dependendo da franqueadora com a qual o empreendedor iniciar a parceria, pode haver uma relação desfavorável, em que o determinado sistema de franquia não tenha flexibilidade quanto aos acordos e negociações com o franqueado. Por isso, é de grande importância, além de avaliar a opção de negócio é mais viável ao seu perfil, escolher bem a rede de franquias.

Negócio próprio

Maior responsabilidade

Todos os caminhos optados e decisões realizadas recairão sobre o empreendedor. Por isso, principalmente no início do projeto, será exigido uma maior habilidade e dedicação do empresário, que estará a todo momento se deparando com decisões importantes e arriscadas para o desenvolvimento da empresa.

Maior investimento

Para começar um negócio próprio do zero há uma grande necessidade de investimento financeiro. Além do mais, nem sempre as operações darão os resultados previstos no projeto, o que significa arriscar em algumas ações financeiras sem a certeza de lucro imediato.

Incerteza do negócio

Ao escolher a opção de abrir o próprio negócio, o empreendedor iniciante também estará sujeito a escolher um ramo de serviço que não é compatível com o mercado local ou ainda que não consiga agradar o público consumidor, fazendo com que o empreendimento não tenha sucesso no mercado.

Como os objetivos particulares influenciam na escolha?

Vale ressaltar que os objetivos particulares do empreendedor podem significar muito na escolha de qual modalidade de negócio escolher. Casa você já tenha um ramo bem planejado e com ideias inovadoras para testar no mercado, optar por uma franquia talvez não será tão vantajoso.

Entretanto, para aqueles investidores que querem diminuir os riscos na escolha de um negócio e que desejam maior estrutura para iniciar o empreendimento, o caminho para abrir o próprio negócio se tornará uma opção arriscada. Por isso, antes de decidir qual rumo tomar, é necessário definir quais suas reais pretensões e necessidades com o empreendimento.

Como uma empresa especializada pode ajudar na decisão?

Caso você, mesmo com o estudo dos pontos positivos e negativos de cada negócio ou com a análise dos seus reais objetivos, não consiga definir qual é a escolha ideal, buscar a ajuda de uma empresa especializada pode ser uma boa estratégia para auxiliá-lo a tomar a decisão adequada. Por meio de profissionais com conhecimento de mercado e de processos específicos de cada ramo, você terá uma boa fonte para avaliar qual escolha será mais vantajosa para o seu perfil de empreendimento.

Para ter grandes oportunidades de negócio, todas as escolhas em seu dia a dia de trabalho fazem a diferença, e decidir entre uma franquia ou negócio próprio é a primeira delas. Esperamos que, após ler o post, tenham ficado claras quais são as possibilidades e as chances de sucesso em ambas as modalidades de serviço e você possa fazer uma escolha adequada às suas necessidades.

Gostou do artigo, mas ficou com alguma dúvida quanto ao tema? Então, entre em contato conosco e converse com um de nossos consultores!

Você também pode gostar

Recomendados para você

comitês temáticos em franquias
Franquia de Sucesso Comitês temáticas em franquias: entenda como funcionam

Uma das melhores formas de manter uma boa relação no franchising é por meio valorização dos franqueados, pois permite melhorar a comunicação dentro do sistema de franquias. Por isso, estruturas como os comitês temáticos conseguem fazer toda a diferença nesse aspecto. A esse respeito, vale ressaltar que em qualquer relação deve existir uma comunicação saudável […]

Construlino

franquias para investir no Brasil
Franquia de Sucesso Como escolher boas franquias para empreender? Entenda aqui

Muitos brasileiros têm visto o investimento em um negócio próprio como uma boa alternativa para obter estabilidade financeira e, ao mesmo tempo, garantir uma profissão com maior autonomia. Além do mais, ao seguir esse caminho é possível desenvolver serviços em uma área que tenha a ver com seu perfil e qualificação, o que é essencial […]

Construlino

franquia ou negócio próprio
Franquia de Sucesso Franquia ou Negócio Próprio: qual é a melhor opção para investir?

Administrar um empreendimento nunca foi uma tarefa fácil. Em virtude da busca por resultados positivos e a competitividade do mercado, é preciso tomar atitudes corretas e baseadas em informações concretas. Mas, no caminho rumo ao sucesso, muitas dúvidas podem surgir. Uma delas é: trabalhar com uma franquia ou negócio próprio? Em ambos os casos, existem […]

Construlino