Boas práticas reduzem o número de acidentes

Por Construlino - 23 de junho de 2016

O crescimento acentuado da construção civil, verificado nos últimos anos em todo o País.

Tem sido acompanhado pelo aumento do número de acidentes de trabalho e de mortes de operários, principalmente por soterramento, queda ou choque elétrico.

Considera-se como acidente de trabalho:

Acidente típico:

  • Aquele decorrente da característica da atividade profissional que o indivíduo exerce.

 

  • Acidente de trajeto.

 

  • Aquele que ocorre no trajeto entre a residência do trabalhador e o local de trabalho, e vice-versa.

 

  • Doença profissional ou do trabalho.

 

  • Doença que é produzida ou desencadeada pelo exercício de determinada função, característica de um emprego específico.

 

Origem dos acidentes:

  • Inexistência de treinamento;
  • Método incorreto de trabalho:
  •  Improvisação de ferramentas;
  • Desatenção ao executar a atividade;
  • Ferramentas danificadas;
  • Falta do uso de Equipamentos de Proteção Individuais (EPI’s.)

 

O engenheiro e fiscal do Ministério do Trabalho, Antônio Pereira Nascimento, diz que é possível solucionar ou, pelo menos, minimizar esses danos, mas para isso acontecer é preciso:

1 – Fazer o planejamento da obra e adotar medidas de controle coletivas, administrativas e individuais, articuladas com os programas de segurança e saúde da contratante principal e das empresas terceirizadas.

2 – Que os funcionários do canteiro utilizem os equipamentos de proteção individual, como capacete, óculos, máscara, protetor auditivo, luvas e botas, entre outros. Os EPIs obrigatórios dependem da atividade que será executada.

Alguns exemplos: trabalho em altura, serviços junto a serra circular e montagem de andaime fachadeiro.

 

[cta id=’4505′]

 

3 – O canteiro de obras deve apresentar-se organizado, limpo e desimpedido, principalmente nas vias de circulação, passagens e escadarias.

4 – O entulho e quaisquer sobras de materiais devem ser regularmente coletados e removidos, sendo proibida a queima de lixo ou qualquer outro material no interior do canteiro de obras.

5 – Que funcionários e patrões respeitem as normas regulamentadoras (NRs) relacionadas ao setor da construção civil.

“Boas práticas e equipamentos certos levam ao aumento de produtividade e têm como aliado aspectos de segurança do usuário, evitando ou minimizando a possibilidade de o operário adoecer” Antonio Pereira Nascimento, engenheiro de segurança e fiscal do Ministério do Trabalho.

Você também pode gostar

Recomendados para você

comitês temáticos em franquias
Franquia de Sucesso Comitês temáticas em franquias: entenda como funcionam

Uma das melhores formas de manter uma boa relação no franchising é por meio valorização dos franqueados, pois permite melhorar a comunicação dentro do sistema de franquias. Por isso, estruturas como os comitês temáticos conseguem fazer toda a diferença nesse aspecto. A esse respeito, vale ressaltar que em qualquer relação deve existir uma comunicação saudável […]

Construlino

franquias para investir no Brasil
Franquia de Sucesso Como escolher boas franquias para empreender? Entenda aqui

Muitos brasileiros têm visto o investimento em um negócio próprio como uma boa alternativa para obter estabilidade financeira e, ao mesmo tempo, garantir uma profissão com maior autonomia. Além do mais, ao seguir esse caminho é possível desenvolver serviços em uma área que tenha a ver com seu perfil e qualificação, o que é essencial […]

Construlino

franquia ou negócio próprio
Franquia de Sucesso Franquia ou Negócio Próprio: qual é a melhor opção para investir?

Administrar um empreendimento nunca foi uma tarefa fácil. Em virtude da busca por resultados positivos e a competitividade do mercado, é preciso tomar atitudes corretas e baseadas em informações concretas. Mas, no caminho rumo ao sucesso, muitas dúvidas podem surgir. Uma delas é: trabalhar com uma franquia ou negócio próprio? Em ambos os casos, existem […]

Construlino