Aprenda a ganhar dinheiro alugando máquinas para construção civil

Por Construlino - 12 de fevereiro de 2018

Com o início da retomada do crescimento econômico no País, o setor de construção civil, um dos grandes responsáveis pela geração de empregos, toma fôlego novamente e volta a ser alvo de altos investimentos. Esse é o ambiente propício para a geração de negócios lucrativos na construção civil.

Um desses grandes negócios é a abertura de uma franquia de material para construção e de locação de máquinas e equipamentos, já que há uma demanda retraída no setor, que precisará ser atendida de pronto.

Baseada na moderna economia colaborativa, a locação de máquinas e equipamentos apresenta um segmento amplo para ser explorado pelo empreendedor. Neste post, você entenderá como esse setor funciona e qual a melhor maneira de ganhar dinheiro com ele. Confira!

O que é economia colaborativa?

A ideia de compartilhamento de bens é a base que sustenta a economia colaborativa, conceito que abrange produtos e serviços que podem ser utilizados temporariamente, conforme a necessidade da pessoa. Três pilares compõem esse novo formato de empreendimento:

  • social;
  • econômico;
  • tecnológico.

O viés social busca o bem-estar da comunidade e o respeito ao meio ambiente. Já o pilar econômico tem o objetivo de compartilhar reservas excedentes ou paradas. Por sua vez, a tecnologia utiliza as ferramentas digitais (Internet e smartphones, por exemplo) para viabilizar e potencializar essas trocas.

No mercado da construção civil, a economia colaborativa pode se fazer presente na área do aluguel de máquinas para execução de obras. Nesse ramo, diversos equipamentos têm valor muito alto para aquisição. Quando comparado ao tempo pelo qual a ferramenta será utilizada, o custo por hora trabalhada demonstra que o investimento é inviável.

Assim, uma empresa pode concentrar a propriedade das máquinas e alugá-las para quem não as tem (pilar econômico). Essa ação permite o aumento da competitividade de profissionais liberais e pequenas empreiteiras, que não teriam condições de adquirir o material (pilar social). O uso da Internet aumenta o alcance e torna possíveis essas transações (pilar tecnológico).

Como funciona o aluguel de máquinas para construção civil?

O objetivo de uma empresa de aluguel de máquinas é simples. Ela é a detentora de diversos equipamentos e os loca por determinado período ao interessado. Como o mercado da construção, limpeza e jardinagem é bastante amplo, existem os mais diversos tipos de ferramentas para a execução de trabalhos.

Nem sempre compensa para o profissional adquirir quantidade tão grande de material. Dessa forma, ele busca na empresa de aluguel o empréstimo daquilo que ele necessita para executar determinada tarefa por certo período.

O portfólio da loja deve ser bastante diversificado para atender múltiplas necessidades: dos painéis metálicos para andaimes, passando por betoneiras, compactadores e rompedores até chegar nas ferramentas menores, como serras, furadeiras, escadas e compressores de ar, usadas por profissionais liberais.

Vale entender o público-alvo e sua jornada de compra?

Um ponto importante é definir e conhecer bem seu público-alvo. Para isso, será necessário lançar mão de pesquisas e experimentos, sejam em campo ou dentro da própria loja. A jornada de compra do cliente ficará clara por meio de uma análise mais minuciosa de cada passo que ele dá, desde o despertar do interesse até a concretização da compra.

Entendendo os anseios dos clientes, será possível oferecer exatamente o que ele quer e ir além, surpreendendo-o com diferenciais em relação à concorrência.

Os principais consumidores das lojas de aluguel de máquinas de construção civil são pedreiros, jardineiros, mestres de obras, pequenas e médias empreiteiras e construtoras. São clientes cuja aquisição das ferramentas é inviável em virtude do alto valor de aquisição ou pela frequência baixa de utilização.

Investir em atendimento é fator-chave para o sucesso?

Como o bom atendimento é primordial para atrair e reter clientes, o treinamento da equipe vem como prioridade para um bom desempenho em vendas. Conhecimento profundo do mix de produtos e inteligência emocional são dois dos principais fatores para um atendimento com presteza e eficiência técnica.

Esse nível de atendimento deverá perdurar até a pós-locação, momento em que o cliente será fidelizado. Verificar a qualidade do atendimento feito no momento da venda e da entrega e colher o feedback do cliente farão com ele se sinta especial. Se tudo correu bem, ele poderá voltar ou indicar novos clientes, melhorando a reputação da marca e da loja.

É importante manter a concorrência sempre à vista?

Esse é outro importante fator a ser verificado. É necessário ficar atento às formas de atendimento que os concorrentes estão usando, seja através de pessoas, novas tecnologias , mix de produtos, posicionamento de faixa de preço, locais de instalação ou formas específicas de promoção.

Tendo essas informações em mãos, vale analisar como neutralizar o que estiver funcionando para eles ou reproduzir essas ações em seu próprio negócio.

Quais são as vantagens para o locador?

O proprietário da loja de aluguel de equipamentos de construção está à frente de um mercado dinâmico, cuja demanda se renova a cada dia e as possibilidades de crescimento são promissoras.

A procura pela locação de máquinas se manteve mesmo durante o período de crise no Brasil e a tendência é de que, com a retomada do crescimento, o setor fique ainda mais aquecido.

A preocupação com estoques também é mínima. Após o investimento inicial de aquisição, as máquinas vão e voltam para a loja. Ou seja, não é necessário fazer novas compras em períodos curtos de tempo para repor a reserva. O administrador deve fazer apenas a manutenção preventiva para que as ferramentas sigam funcionando perfeitamente.

Quais são vantagens para o locatário?

Conforme já foi mencionado, a locação de equipamentos permite a inclusão e a competitividade de profissionais liberais e empresas que não têm condições de arcar com o investimento de aquisição dos equipamentos.

Além disso, o aluguel amplia a gama de atividades oferecidas pelo prestador de serviços. Um jardineiro que tem apenas ferramentas para poda, por exemplo, pode alugar uma máquina de cortar grama quando ele for contratado para esse fim.

Não existem também o custo de manutenção nem a obsolescência das ferramentas. O material locado está sempre em boas condições e o profissional pode escolher o que há de mais moderno para executar a tarefa.

Devo começar um novo empreendimento ou abrir uma franquia?

O investimento em uma loja para aluguel de máquinas de construção pode acontecer por meio de dois caminhos: a abertura de um empreendimento próprio ou de uma franquia. As duas opções apresentam vantagens que devem ser avaliadas pelo empreendedor, como demonstraremos a seguir.

Quais devem ser as principais características do negócio próprio?

Iniciar uma empresa do zero é um desafio enorme, que está sujeito aos mais diversos riscos. O empreendedor deve ter domínio total do mercado para conseguir administrar a empresa em meio às pressões de concorrentes, fornecedores e clientes.

Caso não haja experiência em administração ou no ramo em que a empresa se estabelecerá, a chance do negócio ser surpreendido pela burocracia governamental ou por crises econômicas é muito grande.

A vantagem está em poder atuar livre de qualquer regramento que uma rede de franquias poderá impor. A liberdade para atuar e determinar processos, metas e condições para crescimento também estão sujeitas apenas ao interesse do proprietário. Em caso de sucesso, o lucro também será maior, uma vez que não será necessário pagar taxas à franqueadora.

Quais devem ser as características da franquia?

O mercado de franquias tem sido uma opção cada vez mais escolhida por quem deseja empreender. Mesmo com a instabilidade na economia do Brasil, o setor continua sendo uma boa opção para quem deseja investir.

Para quem não possui experiência, a franquia é uma escolha mais vantajosa, pois o empreendedor aproveita o modelo de negócios e todo conhecimento da franqueadora. O período de aprendizado, portanto, acontece muito mais rápido. Não por acaso, as franquias possuem o menor índice de falência entre as empresas.

Além do know-how, a parceria transfere ao franqueado a tecnologia necessária e as ferramentas que permitem a execução de todos os processos do empreendimento. A franquia ainda pode aproveitar outras vantagens já consolidadas pela franqueadora:

  • imagem institucional;
  • campanhas de marketing;
  • plano de negócios para implementação;
  • apoio de consultorias especializadas.

Assim, ao abrir uma franquia é uma opção mais segura para quem deseja empreender. Essa alternativa se mostra mais correta ainda no ramo de aluguel de máquinas para construção civil. O perfil técnico do público-alvo exige o respaldo de uma marca conhecida pela seriedade e compromisso com a boa qualidade dos produtos oferecidos.

O apoio da franqueadora também será determinante para a rápida assimilação das características do mercado pelo empreendedor, o que aumenta as chances de sucesso do negócio.

Casa do Construtor: você conhece a maior franquia do setor na América Latina?

Começar um negócio desse tipo do zero, sem definição de mercado, processos e marca reconhecida, pode colocar o negócio em risco, mesmo com o mercado aquecido. É nesse sentido que se recomenda iniciar com uma franquia como a da Casa do Construtor, a maior rede desse setor na América Latina.

Investimento e retorno rápido

Com um investimento total inicial entre quinhentos e cinquenta e cinco mil e setecentos e oitenta mil reais, tem um ótimo prazo de retorno, na média de apenas trinta e seis meses, uma das melhores taxas de retorno no ramo de franquias em geral, com faturamento mensal médio em torno de noventa mil reais.

Taxas e suporte aos franqueados

A taxa de royalties é de 8% e o fundo de marketing é de 2%, compensados amplamente pelo retorno em forma de uma marca registrada e muito respeitada no mercado, suporte de implantação e operação nas lojas, central de negociação e compras, treinamentos constantes em processos padronizados, software de gestão completo, gestão comercial e de divulgação, entre diversos outros pontos.

Quem tem uma, quer mais

Ser um franqueado da Casa do Construtor é tão interessante que mais da metade dos franqueados têm duas ou três unidades, comprovando que o retorno sobre o investimento é certo.

O momento é propício para investir em um negócio relacionado à construção civil. Minimizar os riscos através de uma franquia é um dos melhores caminhos.

Negócios lucrativos na construção civil existem diversos, mas com tamanha lucratividade e retorno tão rápido, certamente é difícil encontrar. Caso esteja interessado em mais informações sobre a franquia da Caso do Construtor, entre em contato conosco! Você encontrará tudo o que precisa saber sobre esse grande negócio.

Você também pode gostar

Recomendados para você

comitês temáticos em franquias
Franquia de Sucesso Comitês temáticas em franquias: entenda como funcionam

Uma das melhores formas de manter uma boa relação no franchising é por meio valorização dos franqueados, pois permite melhorar a comunicação dentro do sistema de franquias. Por isso, estruturas como os comitês temáticos conseguem fazer toda a diferença nesse aspecto. A esse respeito, vale ressaltar que em qualquer relação deve existir uma comunicação saudável […]

Construlino

franquias para investir no Brasil
Franquia de Sucesso Como escolher boas franquias para empreender? Entenda aqui

Muitos brasileiros têm visto o investimento em um negócio próprio como uma boa alternativa para obter estabilidade financeira e, ao mesmo tempo, garantir uma profissão com maior autonomia. Além do mais, ao seguir esse caminho é possível desenvolver serviços em uma área que tenha a ver com seu perfil e qualificação, o que é essencial […]

Construlino

franquia ou negócio próprio
Franquia de Sucesso Franquia ou Negócio Próprio: qual é a melhor opção para investir?

Administrar um empreendimento nunca foi uma tarefa fácil. Em virtude da busca por resultados positivos e a competitividade do mercado, é preciso tomar atitudes corretas e baseadas em informações concretas. Mas, no caminho rumo ao sucesso, muitas dúvidas podem surgir. Uma delas é: trabalhar com uma franquia ou negócio próprio? Em ambos os casos, existem […]

Construlino