Afinal, como funciona o sistema de franchising?

Por Construlino - 2 de agosto de 2018

Abrir uma franquia é uma das opções mais escolhidas por empreendedores que desejam tocar um novo negócio.

como funciona o sistema de franchising

Na verdade, podemos dizer que o sistema de franchising é um dos mais bem-sucedidos, atualmente no mundo dos negócios. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor cresceu 8,3% em 2016, apresentando faturamento de R$ 151 bilhões durante o período.

Os bons números do setor têm atraído muitos empreendedores que veem no sistema uma ótima forma de criar o próprio negócio. Contudo, muita gente ainda desconhece como o modelo de franquias funciona, ignorando as suas principais características e vantagens, mesmo sabendo que é um modelo mais seguro do que criar um negócio do zero.

No conteúdo a seguir, mostraremos todas as questões jurídicas e legais envolvidas, além dos detalhes e benefícios relacionados ao investimento. Confira:

Sistema de franchising

O franchising é uma estratégia muito utilizada no mundo dos negócios — uma empresa, conhecida como franqueadora concede ao empreendedor, conhecido como franqueado, os direitos de utilizar a marca e a comercialização de determinados produtos e/ou serviços da organização.

Para a franqueadora, é uma forma de expandir sem recursos próprios, aumentando a sua participação no mercado e diminuindo as chances da concorrência. Para o franqueador, é uma maneira de abrir um negócio que já possui um publico-alvo definido, uma estrutura estabelecida e algum sucesso em sua área de atuação.

Após o pagamento da taxa de franquia, a franqueadora passará ao franqueado não só os direitos de uso da imagem, como ensinará como o negócio funciona pela transferência do know-how e o treinamento necessário para operar. Algumas franqueadoras cobram, além da taxa inicial, royalties sobre os produtos/serviços comercializados.

Podemos dizer, então, que o sistema de franchising é uma parceria entre duas partes: a franqueadora, que concede os direitos de uso, treinamento e suporte contínuo para o franqueador, que deverá administrar a sua unidade e respeitar as regras e os padrões preestabelecidos para atingir o sucesso esperado.

Aspectos jurídicos

Um dos elementos que contribuem para o sucesso do investimento é a segurança jurídica que o modelo oferece. Isso porque toda franqueadora deve seguir à risca a Lei de Franquias, desenvolvida para proporcionar mais segurança para os investidores.

A lei foi criada pelo modelo norte-americano e garante que o franqueador apresente as condições e características gerais do negócio por meio da Circular de Oferta da Franquia (COF).

Por meio desse documento, o franqueado pode conhecer os números, estimativas de faturamento, prazo de retorno do investimento, taxas a serem pagas, como funciona o modelo de negócios e, principalmente, quais são as obrigações de ambas as partes dentro do negócio.

O prazo para assinatura da COF é de até 10 dias após o seu recebimento. É por meio desse documento que o franqueado terá segurança jurídica, conhecendo todos os aspectos legais e suas obrigações dentro da unidade. A sua leitura determinará se o negócio realmente tem a ver com o seu perfil empreendedor.

Vantagens garantidas para as partes envolvidas

Há uma série de vantagens e benefícios garantidos para ambas as partes. Como o sistema de franchising vem ganhando mais adeptos com o passar dos anos, o modelo vem amadurecendo.

Com o amadurecimento do sistema, os riscos para os dois lados diminuem, o que acaba trazendo uma série de vantagens, tanto para a franqueadora quanto para o franqueado.

Para o franqueador

Expansão acelerada

A rapidez do franchising é uma das principais características desse modelo. Por isso, a utilização desse sistema deve ser vista como uma estratégia de crescimento, levando em consideração que a maior parte do investimento será realizada pelo empreendedor.

Dessa forma, é possível acelerar o crescimento da empresa sem a necessidade de grande capital para implementar essa estratégia. Assim, será possível ocupar espaços no mercado com mais facilidade, aumentando o faturamento da empresa e dificultando o trabalho da concorrência.

Maior poder de compra

À medida que a rede for crescendo, a franqueadora passa a ganhar mais poder de negociação junto aos fornecedores homologados. Gerando economia em larga escala para todas as unidades, otimiza as chances de sucesso de toda a sua rede.

Organização do conhecimento

Uma das principais características desse modelo é a capacidade de organizar e distribuir o conhecimento entre todos os franqueados da rede. Assim, é possível obter as melhores práticas, tanto de gestão quanto de operação, e compartilhar com todos os franqueados.

A organização e o compartilhamento do conhecimento fará com que a empresa aumente o potencial da marca, gerando vantagens competitivas e ganhando mais espaço em sua área de atuação.

Para o franqueado

A possibilidade de usar uma marca conhecida

Iniciar as operações sob uma marca conhecida no mercado é um diferencial que diminui os riscos para o empreendedor porque não será necessário construir uma autoridade, já que os produtos e/ou serviços oferecidos são conhecidos em sua área de atuação.

Ao comprar a franquia, o empreendedor deverá administrá-la sem a preocupação de fazer a sua unidade ser reconhecida no mercado.

Aceitação do público

Trabalhar com produtos e/ou serviços conhecidos no mercado é outro diferencial que, unido à marca conhecida, otimiza as chances de sucesso do empreendimento. Como o público já conhece e aprecia o item comercializado, o empreendedor deverá se preocupar apenas em manter a qualidade e a percepção de valor dos consumidores.

Suporte contínuo do franqueador

A maior vantagem para o franqueado — e um dos fatores que fazem do sistema uma excelente opção de investimento, é o suporte contínuo oferecido pelo franqueador.

Por meio de treinamentos, consultorias ou guias atualizados, esse suporte tem como objetivo fazer com que a unidade atinja os objetivos predefinidos. Traça-se uma linha clara e objetiva sobre o que deverá ser feito para que a unidade franqueada cresça e dê o retorno esperado para o franqueado.

Depois de conhecer todas as características, aspectos jurídicos e vantagens do sistema de franchising, chegou o momento de se aprofundar no assunto e conhecer mais detalhes sobre esse modelo de negócios. Caso você tenha gostado desta leitura, aproveite a visita para conhecer o nosso e-book sobre os 5 tipos de investimentos mais rentáveis da atualidade!

Você também pode gostar

Recomendados para você

comitês temáticos em franquias
Franquia de Sucesso Comitês temáticas em franquias: entenda como funcionam

Uma das melhores formas de manter uma boa relação no franchising é por meio valorização dos franqueados, pois permite melhorar a comunicação dentro do sistema de franquias. Por isso, estruturas como os comitês temáticos conseguem fazer toda a diferença nesse aspecto. A esse respeito, vale ressaltar que em qualquer relação deve existir uma comunicação saudável […]

Construlino

franquias para investir no Brasil
Franquia de Sucesso Como escolher boas franquias para empreender? Entenda aqui

Muitos brasileiros têm visto o investimento em um negócio próprio como uma boa alternativa para obter estabilidade financeira e, ao mesmo tempo, garantir uma profissão com maior autonomia. Além do mais, ao seguir esse caminho é possível desenvolver serviços em uma área que tenha a ver com seu perfil e qualificação, o que é essencial […]

Construlino

franquia ou negócio próprio
Franquia de Sucesso Franquia ou Negócio Próprio: qual é a melhor opção para investir?

Administrar um empreendimento nunca foi uma tarefa fácil. Em virtude da busca por resultados positivos e a competitividade do mercado, é preciso tomar atitudes corretas e baseadas em informações concretas. Mas, no caminho rumo ao sucesso, muitas dúvidas podem surgir. Uma delas é: trabalhar com uma franquia ou negócio próprio? Em ambos os casos, existem […]

Construlino