As betoneiras são projetadas para realizar os trabalhos mais exigentes. Os mecanismos de transmissão facilitam a sua operação exigindo o mínimo de esforço humano. O responsável pela movimentação do tambor é um motor (elétrico/combustão), que é acionado por um sistema de polias movida/motora com correias em "V". O sistema de descarga é manual. A utilização de perfis de aço e componentes estampados em larga escala, propiciam uma melhor rigidez e uma maior durabilidade. O dimensionamento do tambor e a disposição das pás misturadoras, fabricadas em aço resistente, proporcionam uma excelente mistura de concreto. O tambor previamente balanceado pode ser posicionado em qualquer posição de acordo com a conveniência do operador e necessidade da mistura.

Especificações técnicas

Capacidade do tambor: 400 litros

Capacidade de mistura: 310 litros

Quantidade de ciclos/hora: 15

Rotação do tambor: 30 rpm

Potência do motor: 2 CV / Monofísico

Tensão (v): 110 / 220

*As especificações técnicas de cada equipamento podem variar de acordo com os fabricantes. As imagens dos produtos/equipamentos são ilustrativas. Consulte uma loja CASA DO CONSTRUTOR em caso de dúvidas.

O LOCAL DE TRABALHO:
Verifique se o equipamento não sofreu alguma avaria durante o transporte. Todo e
qualquer problema, inclusive de funcionamento, deverá ser comunicado no ato à CASA DO
CONSTRUTOR, que providenciará a assistência necessária.
Para equipamentos elétricos:
Verifique se a tensão no local é compatível com a do equipamento.
Retire do local tudo que possa atrapalhar o serviço.
Isole o local onde se vai trabalhar, não permita o acesso de outras pessoas, especialmente crianças.
Instale o equipamento em local nivelado.
Faça o aterramento do equipamento.
Ligue o equipamento num circuito com proteção (disjuntor e tomada compatíveis).
Durante as paradas para manutenção, limpeza no final da jornada, faça seu desligamento junto à rede elétrica, nunca puxando pelo fio.
Verifique se as correias estão esticadas e a chave elétrica em bom estado.
Importante: Faça sempre uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI), adequados a cada tipo de equipamento.

CUIDADOS ESPECIAIS:
Verifique se a tensão no local é compatível com o equipamento.
Não utilize a máquina sem o devido aterramento.
A operação de máquinas e equipamentos que exponham o operador e terceiros a riscos, só pode ser feita por trabalhador qualificado e identificado por crachá (NR-18.22.1).
Observar as recomendações das normas NR-18 e NR-12.
Utilize extensões somente com cabo do tipo PP, sem emendas ou fios descascados.
Para distâncias até 10m- fios 2,5mm²; até 20m -fios 4mm² e até 30m-fios de 6mm². Acima de 30m, não recomendamos o uso de extensões (neste caso, sugerimos como alternativa o gerador).
Importante: Não trabalhe sob chuva; não utilize esses equipamentos elétricos em locais úmidos ou na presença de gases e líquidos inflamáveis.

CUIDADOS PARA TRANSPORTAR:
Nos veículos de transporte, fixar o equipamento para evitar que se desloque causando danos ao equipamento, ao veículo, a terceiros e ao próprio condutor.
Pessoas e equipamentos não podem ser transportados no mesmo compartimento.
O transporte deve ser realizado respeitando-se o limite de peso e dimensões do veículo, fixando os equipamentos.
Certifique-se de levar os complementos e acessórios necessários.
Em tempos chuvosos cuidar para que os componentes elétricos do equipamento não fiquem expostos.